[Resenha] "Todos os Nossos Ontens", Cristin Terrill:

01:59


Olá, meus leitores queridos!
Hoje vou falar um pouquinho sobre mais uma experiência literária surpreendente de 2016: a distopia "Todos os Nossos Ontens", escrita por Cristin Terrill. Apenas lembrando que você pode acompanhar minhas metas e conversar sobre livros na fanpage e no Skoob. Sem mais delongas... 

FICHA TÉCNICA:
Livro: Todos os Nossos Cristin Terrill 
Páginas: 352
Gênero: Distopia / Ficção Científica
Editora: Novo Conceito

SINOPSE:
O que um governo poderia fazer se pudesse viajar no tempo?
Quem ele poderia destruir antes mesmo que houvesse alguém que se rebelasse?
Quais alianças poderiam ser quebradas antes mesmo de acontecerem?
No futuro, a vida como a conhecemos se foi, juntamente com nossa liberdade. Bombas estão sendo lançadas por agências administradas pelo governo para que a nação perceba quão fraca é. As pessoas não podem viajar, não podem nem mesmo atravessar a rua sem serem questionadas. O que causou isso? Algo que nunca deveria ter sido tratado com irresponsabilidade: o tempo. O tempo não é linear, nem algo que continua a funcionar. Ele tem leis, e se você quebrá-las, ele apagará você; o tempo em que estava continuará a seguir em frente, como se você nunca tivesse existido e tudo vai acontecer de novo, a menos que você interfira e tente mudá-lo...

Em um futuro nada distante,  a sociedade vive à beira de um colapso por conta de tensões políticas, econômicas e religiosas, além da acentuada desigualdade social. Nesse contexto, o governo dos Estados Unidos constrói uma máquina do tempo para modificar essa realidade. Quando algo não acontece como o planejado, a solução é muito simples: voltar no tempo e impedir que aquilo aconteça. Parece perfeito, né? Mas não é bem assim... 

"[...] sempre disse que o tempo é complicado, que tem mente própria. Talvez esse seja seu jeito de nos punir por brincar com ele."

Para garantir que nada fuja do controle, a população é monitorada, interrogada e vive sob constante terror militar. Os cidadãos são reféns e propriedade do governo. Em e Marina vivem em espaços de tempo diferentes. Em é forte e batalhadora. Ela luta por um mundo mais justo e pelos direitos dos cidadãos. Marina, por sua vez, é fútil, inocente e facilmente manipulável, especialmente por seu melhor amigo, que é um verdadeiro gênio. Quatro anos separam essas duas jovens que não possuem nada em comum, mas compartilham um segredo muito importante que mudará tudo. 

"Viagem no tempo não é uma maravilha; é uma abominação."

O destino as une durante uma missão: Em deve voltar no tempo e impedir que o "Doutor" construa a máquina do tempo, batizada pelo próprio como Cassandra. Para isso, ela contará com a ajuda de seu parceiro, Finn Abbott. Essa não é a primeira tentativa da dupla. Eles sempre fracassam pelo mesmo motivo: encontrar os fantasmas do passado e, principalmente, destruí-los, não é uma tarefa fácil.

"Não posso me deixar esquecer isso, nem por um instante, porque relembrar dói demais."

Enquanto isso, Marina tenta cuidar de James Shaw, que além de melhor amigo, é também seu primeiro amor. Ele sofreu muitas perdas e dedica-se exaustivamente aos estudos para esconder suas dores. O rapaz acredita conhecer uma forma de trazer as pessoas que ama de volta. O sonho de Shaw, tornará a vida de Marina um verdadeiro pesadelo.

"Ah, se ele soubesse com o que eu estava acostumada antes de o mundo desmoronar ao nosso redor como uma casa comida de dentro para fora pela podridão."

A trama desenvolvida por Terrill é tão perspicaz, bem elaborada e amarrada que nem parece ser seu livro de estreia. Cada questão em aberto se conecta com as ações dos personagens no decorrer da história. As viagens temporais e paradoxos são profundamente explicados e encanta qualquer leitor apaixonado pela teoria da relatividade. Sem contar na equilibrada união da ficção científica com o romance. 


NOTA:

Eis uma excelente dica para quem procura um livro com um enredo viciante do início ao fim. Genial e envolvente, "Todos os Nossos Ontens" te convidará a pensar sobre as consequências das suas ações. 

Gostou da dica? Deixe sua opinião nos comentários!
A resenha da semana que vem é do drama "Hotel Íris", escrito por Yoko Ogawa. 
Não percam!
Isso é tudo, pessoal!

VOCÊ PODERÁ GOSTAR TAMBÉM:

37 comentários

  1. Olá! já tinha visto esse livro por aí, mas é a primeira resenha que leio... Nossa, parece mesmo ótimo!!! Fiquei imaginando uma dessas máquinas aqui no Brasil rsrsrsrs
    Fiquei bastante curiosa, é mais um livro que entra na minha infinita lista de leituras.

    bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Roberta.
      É ótimo mesmo, tenho certeza que você vai adorar essa leitura.

      Beijinhos.

      Excluir
  2. Oi Nathalia!
    Ótima resenha.
    Eu não sou muito fã de distopias e a história não me atraiu tanto assim. Mas vou indicar para os amigos que gostam! ^^

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Carol.
      É uma boa sugestão de presente para aquele amigo que é apaixonado por distopias!

      Beijinhos.

      Excluir
  3. Olá, tudo bem?
    Confesso que não conhecia o livro, mas gostei muito dos pontos que você destacou porque eu adoro distopias e pelo fato de você ter dito que era genial e envolvente já me fez ter muita vontade de ler.
    Parabéns pela ótima resenha!
    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cami.
      Se você gosta mesmo de distopias e curtiu Jogos Vorazes, essa leitura é perfeita para você!

      Beijinhos.

      Excluir
  4. Nathália que história profunda é um livro maravilhoso,o titulo do livro me chamou a atenção,gosto muito de histórias de viagem do tempo, gostei bastante da sua dica é um livro pra não deixar de ler, bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luci.
      Fico feliz por você ter gostado!

      Beijinhos.

      Excluir
  5. Adorei sua resenha!
    O livro parece ser super interessante e envolvente!

    ResponderExcluir
  6. Eu adoro distopias e achei mega interessante a temática do livro, já tinha visto algumas indicações dele e estou mega curiosa para ler, gosto desse estilo de história e em geral é uma leitura bem rápida pra mim rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Érica.
      Também sou assim! Li esse livro bem rápido! Fiquei super envolvida com a história!

      Beijinhos.

      Excluir
  7. Olá!
    Eu estou tão doido para ler esse livro. Amo distopia e acredito que essa tem potencial para se tornar uma das minhas favoritas.

    Beijos
    http://www.mundoinvertido.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gustavo.
      Leia e depois me conte o que achou, ok?

      Beijinhos.

      Excluir
  8. Oiii Nathalia, tudo bem?
    Que resenha encantadora menina! Eu sou apaixonada por essa capa, mas a história em si não desperta tanto meu interesse, fiquei muito feliz que tenha gostado do livro.
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Morgana.
      Fico feliz por você ter gostado do texto!

      Beijinhos.

      Excluir
  9. Eu já tinha ouvido falar porém nunca li. Achei bem interessante sua resenha, muito completa.

    ResponderExcluir
  10. Oiee
    Eu nunca tinha ouvido falar dessa livro, mas lendo sua resenha já fiquei super interessada. Tem uma premissa muito boa e instigante.
    Beijos

    http://blog-myselfhere.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Bárbara.
      Tem mesmo! Leia, tenho certeza que você vai gostar.

      Beijinhos.

      Excluir
  11. Olá!
    Assistindo a série The Flash e lendo o último HP (Criança Amaldiçoada) a gente tem uma aula que viagem no tempo não é coisa que se brinque, por alguma atitude errada você pode colocar tudo a perder. Eu simplesmente adoro essa premissa de viagem no tempo, dependendo de como é escrito fica bem interessante, porém a bem fácil de ficar algo clichê e repetitivo (assim como o Flash sisma em voltar no tempo pra salvar a mãe dele, e o Alvo Severo Potter sisma em voltar no tempo pra salvar o Cedrico). Apesar disso, o livro me despertou um certo interesse.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jonathan.
      Harry Potter e a Criança Amaldiçoada está na minha lista de leitura! Tô muito ansiosa para ler!
      The Flash é incrível! Eu gosto muito do enredo!

      Beijinhos.

      Excluir
  12. Que bacana!
    Achei a história eletrizante.
    Deve prender a gene na cadeira.
    Fiquei interessada.. vou ler!

    ResponderExcluir
  13. Essas obras sobre viagens no tempo são interessantes não só porque fazer um quadro imaginário do futuro, mas também porque levantam questões morais que fazem sentido em qualquer época. E isso é demais. Abraços!!!

    ResponderExcluir
  14. Olá, tenho bastante curiosidade em conferir essa obra. Desde o lançamento já fiquei interessada. Adorei sua resenha, parabéns!

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Raquel.
      Leia e me conte o que achou, ok?

      Beijinhos.

      Excluir
  15. Olá, tudo bem?
    Achei a capa muito parecida com as daquela série da Rocco, dos números (não sei o nome, sei que tem um livro que se chama O Destino da Número Dez), o que não me atraiu porque eu não achei bonita. O enredo, apesar de aparentar ser bom, também não me atraiu muito. Acho que é porque no momento eu não estou para dostopias.. Hahaha
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Nathalie.
      Acho que você está falando da série Os Legados de Lorien, acertei? E, sim, também achei as capas parecidinhas! hehe
      A leitura tem muito a ver com o momento que estamos vivendo... Eu estou na fase das distopias e thrillers... Mas também adoro chick-lits!

      Beijinhos.

      Excluir
  16. Oi!!
    Eu gosto de distopias, mas essa mistura com viagens no tempo nem sempre são minhas favoritas, eu muitas vezes acabo ficando perdida.
    Mas até que daria uma chance ao livro, pois gostei bastante da tua resenha.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  17. O livro não me chamou tanta atenção, já havia visto ele em livrarias. Irei indicar a quem gosta. Parabéns na resenha

    ResponderExcluir
  18. Olá! Ir para o passado para mudar o futuro sempre dá problemas. Curto bastante esse tipo de história e quando envolve máquinas do tempo fica mais curiosa ainda. Onde isso vai dá? Curiosa para saber como as duas irão se encontrar, beijos!

    ResponderExcluir
  19. Tenho esse livro aqui em casa, mas ainda não tive a oportunidade de conferir essa leitura. Mas gostei de saber que a autora conduz a história de forma positiva e amarra todas as pontas na história.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  20. Li esse livro, mas infelizmente tive uma opinião bem diferente da sua. Achei mal construído e pra mim faltaram muitas explicações principalmente sobre a que ponto chegou o mundo para que a máquina fosse construída, já que as pessoas dizem que as coisas estão horríveis mas não senti que isso foi demonstrado. Mas fico feliz que você tenha tido uma experiência de leitura bem melhor.

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    Esse livro bombou no começo do ano, não foi? Eu lembro dessa capa, mas não lembrava dessa trama tão interessante... Gostei de Em e Marina, embora sejam bastante diferentes, tive a impressão de que uma aprendeu com a outra, e no final tudo deu certo. Bom, eu prefiro mesmo os finais felizes. Mas quero saber a versão da autora, vou dar um jeito de achar esse livro!
    bjs
    :)
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oi Nathalia! ^^
    Já li esse livro ele é perfeitoooo! \o/ Lembro que fiquei impressionada com a forma como o autor escreveu e ainda mais quando descobri qual era a ligação da Em e da Marina, só comecei a desconfiar quando o Finn entrou na história e por sinal ele é o meu favorito no futuro e no passado! <3

    ResponderExcluir
  23. Definitivamente preciso ler esse livro, amo distopia, e essa parece ser das boas. Sua resenha está excelente, amei o blog, seguindo já.

    http://omalkavian.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Arquivo

CONTATO

Nome

E-mail *

Mensagem *

Subscribe