[Resenha] "A Garota do Calendário: Janeiro", Audrey Carlan:

01:24


Olá, leitores.
A resenha dessa semana é sobre o primeiro romance adulto que li.
Espero que vocês gostem!

FICHA TÉCNICA:
Livro: A Garota do Calendário: Janeiro (série A Garota do Calendário #1)
Autora: Audrey Carlan
Páginas: 144
Gênero: Romance Adulto (18+)
Editora: Verus

SINOPSE:
Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo. Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele.

A história de "A Garota do Calendário: Janeiro" atendeu perfeitamente as minhas expectativas: foi envolvente, fácil de ler e extremamente sensual! Logo no início da leitura é possível entender o motivo da obra ser um verdadeiro sucesso: a narrativa é rápida, fluída e apimentada. A trama gira em torno de Mia Saunders e o enorme problema em suas mãos: seu pai está entre a vida e a morte após adquirir uma dívida milionária com um agiota. Como uma garçonete aspirante a atriz poderia conseguir tanto dinheiro para ajudar o pai?

"Sim, dessa vez o meu pai se meteu num problema com o Blaine. [...] Ele está em coma. Foi duramente espancado há quatro semanas. Ainda não acordou. Os médicos acham que pode ser devido ao trauma no cérebro, mas ainda vai demorar para saber. Muitos ossos foram quebrados. Ele está com o corpo todo engessado."

Para isso, a jovem aceita se tornar acompanhante de luxo durante um ano. A cada mês, ela fará companhia a um homem diferente e ganhará com o encontro cem mil dólares. Entretanto, caso aceite se envolver sexualmente com eles, Mia receberá, como bônus, uma comissão altíssima. Decidida a liquidar a dívida e a ter novas experiências, ela aceita o trabalho. Em Janeiro, sua primeira missão é ser acompanhante do charmoso, sexy, rico e divertido, Wes.

"E na semana passada, quando eu estava de vigília ao lado da cama dele, um dos capangas do Blaine veio me ver. Disse que era o fim da linha para o meu pai. Se não receberem o dinheiro com juros, vão matá-lo. Depois vão vir atrás de mim e da Maddy. Eles chamaram de "dívida herdada." Seja lá o que isso signifique. De qualquer forma, preciso juntar um milhão de dólares, e rápido."

A cada mês, saberemos um pouco mais sobre a jornada de Mia em busca de dinheiro e, principalmente, auto-descoberta. As experiências sexuais são o ápice de toda a trama, por conta disso, não espere uma narrativa densa e complexa. É uma leitura extremamente rápida e relaxante.

"Não sou uma prostituta. Pelo menos não quero ser. - O simples pensamento fazia meu peito estremecer de pavor. - Mas tenho que pensar em alguma coisa. Preciso ganhar muito dinheiro, e rápido."

Um ponto que me agradou bastante foi o temperamento de Mia. Apesar de toda a tensão envolvendo a situação do pai, ela é uma personagem muito divertida, destemida e direta, passando longe do estereótipo de protagonista insegura e passiva (tanto emocional quanto fisicamente). Wes também é incrível: lindo, sensível, sensual e carinhoso. O romance, além do interesse carnal, é extremamente previsível, mas consegue ser interessante mesmo assim.

“[...] Mesmo vestida como uma Barbie, interpretando o papel de acompanhante-troféu, eu ainda era Mia Saunders. A garota que criou a irmã desde que ela tinha cinco anos, que cuidou de si mesma e que iria salvar a vida do pai... mais uma vez.”

Confesso que fiquei decepcionada com a forma romantizada (e óbvia) com que a autora resolveu desenvolver a profissão de Mia: apenas homens lindos, charmosos e extremamente ricos. Pareceu-me uma grande fantasia sexual da autora, transferida para a protagonista. Entretanto, para quem gosta de histórias sensuais e apimentadas, eis uma ótima opção.


NOTA:

Série completa: doze meses avassaladores na vida de Mia Saunders.

Obs.1: "A Garota do Calendário" é uma série composta por doze livros, cada um com o foco em um mês do ano ao lado de um cliente diferente. Não se assuste: todos os livros são curtinhos e de leitura rápida.
Obs.2: Durante 2017, vou resenhar o restante da série aqui no blog. Fiquem atentos às novidades!

Gostaram da resenha? Me contem nos comentários!
A resenha da próxima semana é da distopia "Todos os Nossos Ontens", escrito por Cristin Terrill!
Beijinhos.

VOCÊ PODERÁ GOSTAR TAMBÉM:

19 comentários

  1. Iniciei esse livro mas parei de ler, também achei muito romantizada tendo somente homens lindos RSRSR Mas depois vou dar outra chance e terminar a leitura.
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luíza.
      Pois é... Para quem gosta da série Cinquenta Tons, é uma ótima dica de leitura.
      Eu não sou fã desse estilo, mas procuro diversificar minhas leituras para aumentar o repertório e apresentar conteúdo para todos os gostos. Vou ler a série completa.

      Beijinhos

      Excluir
  2. Uau,
    12 livros.. mas já que são curtinhos haha
    Não sei se leria a coleção mas anotei e talvez dê uma chance!
    Beijinhox

    ResponderExcluir
  3. Não comecei a leitura ainda. Tenho os 4 primeiros volumes, mas estou deixando a poeira baixar um pouco. Fiquei com esta impressão também, desta romantização da profissão, quase como um conto de fadas, onde a moça sempre será bem tratada e respeitada. Independente disso, eu quero conhecer a série, mas não tenho grandes expectativas.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      Apesar dessa romantização, acho que dentro do gênero, é uma leitura muito interessante.
      Depois me conta o que achou, ok?

      Beijinhos.

      Excluir
  4. Oi,... Eu vi bastante dele circulando pela internet, mas infelizmente não tive muito interesse em ler.... caso eu tenha uma oportunidade leria, mas não sei se eu procuraria por ele, não rsrs
    bjoo

    ResponderExcluir
  5. Que resenha incrível!! Confesso que tenho tanta curiosidade e vontade de realizar a leitura que você nem imagina, é uma série que até hoje está sendo muito bem falada.
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Oi Nathalia.
    Ótima resenha.
    Eu não sou muito fã desse estilo de leitura, então vou deixar a dica passar. Mas que bom que a leitura para você foi agradável.

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Ainda não consegui iniciar a leitura da obra, mas realmente ela tem sido um sucesso sem fim. Por onde passo nos blogs que costumo acompanhar os livros estão por ali.
    Ouço muitos elogios e adorei saber suas impressões que, mesmo trazendo alguns pontos negativos como a romantização da profissão de Mia, ainda assim foi bem animadora.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Michele.
      Esse é o maior ponto negativo da obra, com certeza.
      Mas todos os estilos tem o seu valor, não é?

      Beijinhos.

      Excluir
  8. Adorava ler esses livros. Cá em Portugal chamasse "A Rapariga do Calendário" (rapariga cá em Portugal não tem o mesmo significado que ai no Brasil, rapariga é tipo menina). Mas cá esta dividido em 4 livros. Beijo bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      São apenas 4 livros aí em Portugal? Acredito que a leitura seja mais fluída assim!

      Beijinhos.

      Excluir
  9. Oi Nathalia, tudo bem?
    Um dos pontos que me desanimou em ler essa coleção foi justamente o fato de romantizarem a forma como Mia arruma para levantar o dinheiro colocando somente homens lindos, educados e que apesar de ter um defeitinho não é nada grave demais.
    Acredito que para quem gosta de livros eróticos com alguns clichês provavelmente irá gostar muito da leitura. No momento sigo desmotivada em lê-los. Adorei a sua resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Anna.
      Eu também não sou muito fã de literatura erótica, mas procuro ler vários estilos para diversificar as experiências literárias. Apesar disso, acho que o livro agrada os amantes de romances mais picantes.

      Beijinhos.

      Excluir
  10. Oi Nath...
    Já li diversas resenhas desse e de outros livros da série e achei super original essa ideia de um livro para cada mês e para cada cliente diferente...hummmm... safadeeenha...kkkkk
    Acho que em 2017 vou conseguir ler a série! Dica anotada!
    Bjosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Priscilla.
      Por incrível que pareça, a Mia não é tão safadinha assim, não... Mas acho que ela vai mudando de acordo com o desenvolvimento da história nos próximos livros.

      Beijinhos.

      Excluir
  11. Amei a resenha! Romance é meu preferido!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Marys.
      Fico feliz por você ter gostado!

      Beijinhos.

      Excluir
  12. Olá, nossa como esse livro tem tido uma grande repercussão! Espero conseguir ler logo em breve pois a história parece ser muito boa, sem falar no fato de ser um livro diferente pra cada mês e cada cliente diferente, com gostos e jeitos diferentes, imagino a situação que a Mia vai passar.
    Acho que ano que vem vou fazer isso, vou ler um em cada mês.
    beijos!

    ResponderExcluir

Arquivo

CONTATO

Nome

E-mail *

Mensagem *

Subscribe